vida_icon

Teste pode ajudar a prever o sucesso da fertilização in vitro

A tecnologia, mais uma vez, se mostra uma grande aliada da ciência. A prova vem do site ivfpredict.com, que contém uma ferramenta gratuita que promete calcular com 99% de eficácia as chances de uma fertilização in vitro ser bem sucedida a partir de um teste simples, com apenas nove perguntas.

Segundo matéria do portal O Globo Online, a invenção foi elaborada por uma série de pesquisadores das universidades de Glasgow e Bristol, com o objetivo de ajudar casais que tentam engravidar há anos, sem sucesso. O teste pode ajudar médicos e pesquisadores a orientar melhor suas pacientes para que escolham o tipo de tratamento que melhor se adéqua ao seu caso, já que avalia informações como o tipo de medicamento usado para estimular a produção de hormônios, idade, biótipo e números de tentativas frustradas.

Teste pode ajudar a prever o sucesso da fertilização in vitro

Publicada em 05/01/2011 às 10h26m

O Globo

RIO – Uma calculadora gratuita disponível em um site da internet promete prever com 99% de acerto quais as chances de uma mulher ter uma fertilização in vitro (FIV) bem-sucedida. O teste, em inglês, é simples e tem nove perguntas. Geralmente, apenas uma em cada quatro tentativas de FIV dá certo.

Elaborada por pesquisadores das universidades de Glasgow e Bristol, a ferramenta foi criada para auxiliar casais que estão tentando engravidar há um tempo sem sucesso. Os médicos usaram as informações de mais de 150 mil casais que passaram por tratamentos de fertilização in vitro entre 2003 e 2007 na Grã-Bretanha.

O pesquisador Scott Nelson, da Universidade de Glasgow, afirma que o teste avalia informações cruciais, como o tipo de medicamento usado para estimular hormônios, a idade da paciente e as tentativas frustradas. Porém, não avalia a saúde geral da paciente, seu peso e hábitos como o fumo.

– Nem todas as tentativas de fertilização in vitro são bem-sucedidas. Nos Estados Unidos, 30% das mulheres com menos de 35 acabam engravidando na primeira tentativa. Entre as mulheres com mais de 40, o número fica entre 5% e 10% – explica.

Para a médica Debbie Lawlor, da Universidade de Bristol, o teste pode ajudar médicos e pesquisadores a orientar melhor suas pacientes. Porém, o ginecologista Bill Ledger, diretor da Human Fertilisation and Embryology Authority, na Inglaterra, alerta que é preciso ter muita cautela com os resultados.

– Acredito que o teste possa dar alguma ideia do provável resultado da fertilização, mas existem inúmeros outros fatores que levam a uma gravidez ou não. E isso só quem poderá saber é o médico e sua paciente.

O teste está disponível no site ivfpredict.com.

Confira a matéria completa no portal O Globo Online.

Compartilhe este artigo

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso conteúdo.